Font Size Larger Font Smaller Font

contador de visitas para sites

Conheça a fascinante trajetória de INRI CRISTO


Não é tarefa simples registrar a vida de alguém que passou por tantos percalços e tão sinuosas veredas; a bem da verdade, INRI CRISTO viveu muitas vidas numa só existência. A riqueza e singularidade de sua história se evidenciam na autenticidade, na espontaneidade como sucederam as mudanças em sua vida; os detalhes que marcaram sua trajetória, alguns dos quais transcrevemos aqui, inspiram reflexão e provocam questionamento nas mentes indecisas. Há muitas outras particularidades da vida de INRI CRISTO que, se fossem simplesmente resumidas, perderiam a sublimidade e profundidade de seu conteúdo. Os livros DESPERTADOR (1ª, 2ª e 3ª partes) e O Tempo (editados pelo MÉPIC), outrossim o livro INRI CRISTO - O Furacão sobre o Vaticano S.A., do escritor Pedro Lusz, trazem em seu bojo, de forma mais abrangente, a história real e os ensinamentos de INRI CRISTO. É uma história comovente, chocante, única. Ainda assim, ao percorrer estas linhas, há que se transpor a barreira das palavras a fim de vislumbrar o âmago de um ser cuja missão é traçar novos rumos ao destino da humanidade.

Adeí Schmidt - Discípula de INRI CRISTO
Assessora de Comunicação da SOUST

Infância


INRI CRISTO reencarnou numa pequenina aldeia no interior do estado de Santa Catarina chamada Rio Morto, município de Indaial, antigo distrito de Blumenau. No dia 22/03/1948, uma parteira chamada Dona Bema entregou-o a um casal de camponeses alemães católicos, Wilhelm Thais e Magdalena Thais. Ambos, desconhecendo sua origem, o criaram como se fosse seu próprio filho. Apesar de ser judeu circuncidado, providencialmente desde a mais tenra idade INRI CRISTO cresceu num ambiente católico no afã de compreender e posteriormente desmistificar os dogmas impostos ao povo da terra de Santa Cruz (Brasil), a terra que DEUS lhe deu como berço para reencarnar.

inri criancaNota-se no semblante do menino INRI um olhar triste, pois já lhe era dado vislumbrar,
desde a infância, o terrível destino reservado à humanidade

Desde menino, sua vida foi diferente das demais crianças. Na infância, era acordado na calada da noite por terríveis visões, muito nítidas, de pessoas gemendo, arrastando-se sobre seus próprios membros, que mais tarde seu PAI deu-lhe a saber serem premonições sobre o fim deste mundo caótico. Assim foi até aproximadamente os sete anos de idade. Só na adolescência e quando já adulto é que algumas vezes voltaram a aparecer. INRI CRISTO freqüentou a escola Adolfo Konder, em Blumenau (SC), tão somente até o terceiro ano primário; foi obrigado a deixar de estudar, pois tinha que carregar água para ajudar a mulher que o criara no ofício de lavadeira, a fim de garantir o sustento da família. Assim ele conheceu, já na infância, as vicissitudes inerentes à pobreza material. Em meio às habituais brincadeiras peculiares aos meninos, ele não compreendia por que os outros debochavam, riam por ele ser diferente. Só mais tarde, quando adulto, é que pôde compreender o significado da sua origem e da circuncisão.

Adolescência e vida como Profeta


Desde a infância, INRI CRISTO obedece a uma voz, a uma única e poderosa voz, que fala no interior de sua cabeça, mas que até o jejum não sabia de quem era. Aos treze anos, recebeu ordem de sair de casa, abdicar o aconchego do lar. Passou a peregrinar sobre a Terra e a vivenciar a realidade das esquinas sociais. Na adolescência, trabalhou como verdureiro, padeiro, entregador de alimentos, mascate, garçom etc. Teve a oportunidade de testemunhar diversas falcatruas praticadas pela titular do Apocalipse c.17, dentre as quais usar o nome dos pobres e necessitados no intuito de angariar recursos ilícitos em benefício próprio. Desvendou, ainda jovem, a face oculta dos que se dizem servos de DEUS e se apresentam ao povo como paladinos das causas justas, todavia interiormente são repletos de falsidade, corrupção, hipocrisia e iniqüidade. Isso lhe fez desacreditar completamente das religiões e a tornar-se um convicto ateu até o jejum. INRI CRISTO nunca pôde se apegar a nada nem a ninguém. Sempre que lhe agradava trabalhar num lugar ou conviver com uma pessoa, recebia ordem para mudar de profissão, mudar de cidade, sempre adiante em obediência à voz que o comanda.

Em 1969, aos 21 anos, INRI CRISTO passou a viver como profeta, pois seu PAI lhe concedera o dom da vidência. Era profeta de um DEUS desconhecido (“Prepara-te para receber-me... virei a ti como um ladrão e não saberás a que hora virei a ti” – Apocalipse c.3 v.3). Sem ter ainda consciência de sua identidade, todavia sempre em obediência à voz que lhe fala no interior da cabeça desde a infância, iniciou sua vida pública como Iuri e falava nas rádios anunciando o porvir. A partir de 1971, na TV Morena, canal 6 de Campo Grande – MS, falava nos programas de televisão. Nessa circunstância, sua vida deu um salto; de cidade em cidade, começou a viver em hotéis e a freqüentar todos os ambientes sociais. Antes de sair do Brasil, habitava a suíte 951 do hotel Copacabana Palace, no Rio de Janeiro.

profeta 2

INRI no início de sua vida pública, falando na Rádio Princesa, em Lages - SC. Nessa época, apresentava-se ainda como Iuri.

 

profeta 1

Em 1977, numa reunião como os jornalistas na sala de imprensa do Hotel Eduardo VII, Curitiba/PR

O dom da profecia e sua predestinação em conhecer as sinuosidades da alma humana fizeram com que fosse conhecido e procurado por muitos. Deputados, senadores, juízes, desembargadores, empresários, socialites vinham à sua presença em busca de conselhos e orientações e a perguntar-lhe sobre o porvir. Ele indicava a solução de seus problemas, dava-lhes instrução e eles contribuíam com a sua sobrevivência, com a sua caminhada sobre a Terra. E assim INRI CRISTO vivenciou de perto os problemas do mais baixo ao mais alto padrão de vida. Através desse imenso laboratório de sociologia, seu PAI, SENHOR e DEUS lhe facultou conhecer profundamente as verdadeiras intenções ocultas no interior de cada ser humano, suas fraquezas e misérias, as enfermidades disfarçadas em tecidos caros, a hipocrisia e a corrupção da sociedade contemporânea... Enfim, o minucioso estudo na escola da vida lhe rendeu o conhecimento puro de ciências humanas, que não se aprende nos livros nem nas academias convencionais, necessário para o cumprimento de sua missão.


A caminho do jejum em 1979 - A revelação


Em 1978, recebeu ordem de sair do Brasil despojando-se completamente dos bens materiais. Sentia em seu interior que estava prestes a fazer uma viagem sem volta. Em 01/09/1978 chegou a Santa Cruz de La Sierra e no dia seguinte a La Paz, na Bolívia. Após haver falado aos povos boliviano, paraguaio, uruguaio e argentino, finalmente INRI CRISTO chegou ao Chile, ainda na condição de profeta. Em Santiago já havia um grupo de esoteristas independentes que, movidos pela divina Providência, se preparavam há muitos anos para receber “el gran Maestro”. Eles haviam construído uma rústica casa de pedra, local onde ele iria jejuar.

inri santiago 2

INRI em visita à casa de pedra onde jejuou em 1979 e teve a revelação de sua identidade

Em setembro de 1979, obediente à mesma voz que o comanda, sem livre arbítrio, submeteu-se ao jejum. Por ser a primeira vez que jejuava, INRI CRISTO jejuou sem ingerir água. Quando estava na iminência de um processo de inanição, de novo aquela voz ordenou-lhe imperativamente: “Levanta-te!”. Ao levantar, porque o sangue demorou subir à cabeça, suas mãos não lhe ampararam, seus braços não lhe sustentaram, bambearam para trás, e INRI CRISTO quebrou o nariz ao cair no chão (a cicatriz resultante desta queda pode ser vista até hoje). Nesse momento em que o sangue jorrava e sentia dores lancinantes, a voz disse-lhe, desta vez mais forte e imperiosa: “As dores são necessárias, o sangue é necessário para que, quando te negarem e te reprovarem, te lembres das dores e do sangue, que é o mesmo que derramaste na cruz, e obterás força para suportar as agruras da reprovação que te espera. Eu sou o DEUS de Abraão, de Isaac e de Jacó. Eu sou o teu SENHOR e DEUS, e tu és o meu Primogênito, o mesmo Cristo que crucificaram”. Revelou-lhe suas anteriores encarnações e o mistério do seu nome, que estava com a segunda letra invertida (u # n). Disse o SENHOR que seu novo nome não é Iuri e sim Inri, o nome que pagou com seu sangue na cruz. I.N.R.I., INRI, é o nome que Pilatos escreveu acima de sua cabeça quando agonizava na cruz, quando cuspiam em seu rosto, quando o humilhavam, quando se cumpriam as Escrituras. INRI é o nome que custou o preço do sangue. É o novo nome do Filho do Homem (“Ao que vencer... escreverei sobre ele o nome de meu DEUS... e também o meu novo nome” – Apocalipse c.3 v.12). Não obstante, disse-lhe o SENHOR que, exceto aqueles a quem Ele revelasse diretamente, INRI CRISTO não podia declinar sua identidade a ninguém até que um jornal, como se por equívoco fosse, escrevesse seu nome corretamente. INRI CRISTO foi ataviado numa túnica branca confeccionada por Berta Segura Sanches, professora de filosofia aposentada líder do grupo de esoteristas que o esperavam em Santiago do Chile.

INRI CRISTO compreendeu sua enorme responsabilidade, pois seu PAI deu-lhe consciência do significado de sua condição, do seu nome e da difícil missão que lhe foi outorgada no alvorecer da Nova Era: iluminar a humanidade e instituir na Terra o Reino de DEUS. Não obstante, mostrou-lhe o SENHOR que ser Cristo não era motivo de júbilo. Ao contrário. Antes de ser reconhecido e aceito pela humanidade, seria reprovado, aprisionado, humilhado, caluniado, odiado, traído e até expulso de alguns países. Era a reprovação que ele mesmo previu há dois mil anos em relação ao seu retorno (“...Mas primeiro (antes de seu dia de glória) convém que ele (Cristo) sofra muito e seja rejeitado por esta geração. Assim como foi nos tempos de Noé, assim será também quando vier o Filho do Homem” – Lucas c.17 v.25 a 35). Mas tudo isso, disse-lhe o SENHOR, seria necessário para que conhecesse bem o seu povo e os que se dizem seus representantes, mas não o são, antes se servem de seu nome antigo, obsoleto (Jesus) para satisfazer seus próprios interesses ocultos e enganar os incautos, cumprindo-se o que está escrito em Mateus c.24 v.5 e 24 (“Orai e vigiai, que ninguém vos engane... porque falsos cristos e falsos profetas virão em meu nome, farão prodígios e enganarão a muitos, até mesmo os eleitos se possível fosse”). Eles vieram e gritam no mundo inteiro: “Aleluia! Sangue de Jesus tem poder”, construíram impérios e fundaram cadeias de rádio e televisão “em nome de Jesus”. Aos que porventura supõem enquadrar INRI CRISTO nessa passagem bíblica, convém salientar que, enquanto os falsos cristos e falsos profetas vieram em seu nome antigo, obsoleto (Jesus), INRI CRISTO veio com um nome novo, o nome que pagou com seu sangue na cruz (Apocalipse c.3 v.12), e em nome de seu PAI, SENHOR e DEUS.

Quem divulgar esta mensagem será agraciado com bênçãos do céu.

anuncio inri tv menor

DOAÇÕES À SOUST

Veja como participar da
missão de INRI CRISTO

Para refletir...

Font Size Larger Font Smaller Font

"Tacanho é o que odeia os grandes; grande é o que ama os pequenos. Meditai e vislumbrareis a sutil diferença."

INRI CRISTO

Newsletter da SOUST

Digite seu e-mail:


RSS Feed Image Inri Cristo via RSS

Depoimentos

As palavras de INRI CRISTO refletem o mais elevado estado de lucidez, coerência, realismo. Que as mensagens de INRI neste site possam tocar os corações e iluminar as consciências. Num mundo conturbado pela violência, incompreensão, preconceitos, antagonismos... é necessário abrir as portas da espiritualidade para desfrutarmos momentos de alegria e paz interior, que nos fortalecem e nos tornam mais humanos.

Adeí Schmidt
Discípula de INRI CRISTO, Brasilia
Sep 16, 2011

Visitantes online

Nós temos 58 visitantes online

Redes sociais:

  • Facebook Page: 139052659514125
  • Flickr: inricristo
  • Twitter: _INRICRISTO
  • Vimeo: 27506247
  • YouTube: INRICRISTOnaWeb

banner app inricristonaweb

SOUST - Uma escola mística e filosófica

A SOUST é uma Escola Mística e Filosófica onde o Mentor Regente INRI CRISTO ensina os seres humanos a viver harmoniosamente em simbiose com DEUS, coerente com o que disse há dois mil anos e suas palavras valem para sempre: "Buscai, pois, o Reino de DEUS e sua justiça, e todas as outras coisas vos serão dadas por acréscimo" (Mateus c.6 v.33).

Leia mais

 

Como participar da missão de INRI CRISTO?