Font Size Larger Font Smaller Font

1. Por que o senhor nasceu no Brasil? É verdade aquele ditado que diz que "Deus é brasileiro?"

INRI CRISTO: “DEUS é quem escolhe onde o Filho dEle reencarna. Ele escolheu o Novo Mundo, a Terra de Santa Cruz, cujo nome oficial é Brasil. Há dois mil anos, quando caminhava em direção ao Calvário, Ele me mostrou o terrível destino reservado à humanidade e também a herança desta nova terra, grande, de natureza exuberante, onde existe fartura. Está previsto na Bíblia que eu iria reaparecer no Novo Mundo ('Vi um novo céu e uma nova terra...' – Apocalipse c.21 v.1 e 2). O Novo Mundo são as Américas (do Sul, Central e do Norte). Desde criança ouvi dizerem que 'DEUS é brasileiro'. Na verdade DEUS é universal, mas o Filho dEle reencarnou no Brasil. Até outubro do ano 2000 vivi nesta terra como apátrida. Mas depois de sobrepujar um processo de falsidade ideológica que se arrastou na Justiça Federal por quinze anos, as autoridades terrestres, através de um venerando acórdão expedido pelo Egrégio Tribunal de Justiça do Estado do Paraná em 24-10-2000, reconheceram oficialmente minha identidade e concederam-me todos os documentos nos quais consta INRI CRISTO, desvencilhando-me da desconfortável condição de apátrida. INRI é meu novo nome, que custou o preço do sangue na cruz, e CRISTO, oriundo do grego, significa 'o ungido', no singular, que é minha condição desde o jejum em 1979”.


2. Qual a missão do INRI aqui no Brasil?

INRI CRISTO: “Minha missão é propiciar a consolidação do Reino de DEUS na Terra, ensinar a Lei de DEUS genuína, expor o DEUS verdadeiro, o Supremo CRIADOR, meu PAI, único Ser incriado, único eterno, único Ser digno de adoração e veneração, onisciente, onipotente, onipresente, único SENHOR do Universo, distinguindo-O dos deuses genéricos inventados pelos homens”.


3. Que tipo de música o INRI ouve?

INRI CRISTO: “Obviamente eu escuto música, preferencialmente as clássicas, não por divertimento e sim por serem um alimento espiritual. Também ouço música popular quando carrega em seu bojo um sentido, uma mensagem. Infelizmente, já não se faz música como antigamente; nos dias de hoje se fabrica música. Considero abominável essa gritaria, essa barulheira, essa parafernália, cuja finalidade consiste em dopar, alienar as consciências. O sistema neuronial não está preparado para viver com saúde em meio à barulheira. Neste caso, melhor que ouvir um som frenético é permanecer em silêncio. Compreendo os jovens porque também já fui jovem. Mas quando eles tiverem amadurecido e refinado o gosto musical, então aprenderão a apreciar não só a música clássica, que é a música universal, como também irão ouvir a voz da natureza em seu eterno murmúrio, o soprar do vento entre as árvores, o belo canto dos pássaros... que consiste na mais sublime manifestação musical.”

 

4. O senhor é adepto ao vegetarianismo? O que o INRI come no seu dia-a-dia?

INRI CRISTO: “Sou naturalista, alimento-me basicamente de vegetais crus, principalmente alho cru, por ordem do SENHOR. Todos os nutrientes de que precisam os animais para sobreviver, incluindo o ser humano, são encontrados na mãe natureza. Quando eu jejuava no México em 1980, meu PAI instruiu-me sobre a importância da alimentação à base de comida crua e mostrou-me como funciona o interior do organismo humano, a perfeição e harmonia existentes em cada função que ele desempenha e o papel da alimentação nesse conjunto harmonioso. Quando se cozinha um alimento, a maior parte das vitaminas se perde com o fogo e o restante torna-se um 'bagaço' de comida. O alimento deve ser cozido primeiramente pelo sol, que o carrega de energia vital, depois pelo próprio organismo a fim de que sejam aproveitados todos os nutrientes possíveis. Inúmeros artigos científicos têm sido escritos sobre a vantagem de alimentar-se à base de vegetais, mais precisamente de vegetais crus, comprovadamente mais salutares ao bom desempenho do corpo”.

 

5. Por que é errado comer carne? E seus derivados, também seria errado consumi-los?

INRI CRISTO: “É errado para quem tem consciência do que é errado. Para quem não tem consciência do que é errado, tudo continua sendo certo. Logo, se você adquiriu a consciência de que não devemos nos alimentar de nossos irmãozinhos menores, que são os animais integrantes da ecologia, ingerir qualquer alimento que carregue os resquícios da morte dos seres vivos será errado, provocará um inevitável peso na consciência. Se deveras almejas deixar de ingerir carne, isso deve ser guiado lenta e gradualmente por tua consciência, até para que o organismo se adapte ao novo regime alimentar. Tudo é uma questão de conscientização e readaptação do organismo. Quando DEUS criou o homem e todos os animais que se movem sobre a Terra, Ele disse: 'Eis que vos dei todas as ervas que dão semente sobre a terra, e todas as árvores que encerram em si mesmas a semente do seu gênero, para que vos sirvam de alimento' (Gênesis c.1 v.29). Posteriormente, por ocasião do dilúvio, o SENHOR provisoriamente autorizara Noé e os presentes na arca a se alimentarem da carne de certos animais, devido à escassez de alimento, tão somente até que tornasse a vicejar a vegetação (Gênesis c.9 v.3 e 4). Todavia, os homens se acostumaram a esse hábito, que perdura até os dias de hoje. Infelizmente, o consumo de carne tornou-se um vício institucionalizado; a indústria da carne movimenta anualmente milhões de dólares. Só com uma completa reeducação da sociedade poderia ser eliminado”.

 

6. O senhor bebe vinho? Também é um bom entendedor de vinhos?

INRI CRISTO: “O vinho é o acompanhante inseparável de meu alimento principal, que é o alho. Para mim, o vinho é um alimento sagrado, além de ser nutritivo e saudável. Há dois mil anos, na última ceia, eu disse aos discípulos: 'Deste dia em diante não beberei mais do fruto da videira até aquele dia, em que o beberei de novo convosco no Reino de meu PAI ' (Mateus c.26 v.29). Eis que agora bebo do fruto da videira novamente com meus filhos no Reino de DEUS, oficializado pela SOUST. E é obvio, meus filhos, que aprecio um bom vinho”.

 

7. O senhor comemora o Natal? Como será a ceia de Natal do INRI?

INRI CRISTO: “Removendo o véu da ilusão, o que sobra do Natal senão uma data mercantilista em que os ricos humilham os pobres? Por esta e outras razões, não tenho motivos para comemorar o que se convencionou chamar Natal”.

 

8. O Natal é uma festa pagã?

INRI CRISTO: “De acordo com os Anais da História, no intuito de atrair adeptos ao Cristianismo, entre os séculos III e IV os usurpadores de minha antiga igreja, mentores da proscrita igreja romana, adaptaram muitas cerimônias e crenças pagãs aos rituais cristãos, dentre as quais incluiu-se a festa do Natalis Sollis Invicti, celebrada no solstício de inverno do hemisfério norte e oficializada em 25/12. Era uma festa de idolatria ao Sol no culto de Mitra, nada tendo a ver, portanto, com a comemoração dos cristãos”.

 

9. O que o senhor acha do Natal ter se tornado uma data tão capitalista e voltada para o comércio ao invés de celebrar o nascimento de Cristo?

INRI CRISTO: “O Natal é uma festividade falsa porque há dois mil anos não foi nesta data que reencarnei. E o importante, meus filhos, não é a data em que alguém nasceu, e sim o motivo pelo qual nasceu, a razão de sua existência na Terra”.

 

10. O senhor participa de alguns programas de televisão. Como faz para manter a santidade diante de pessoas pervertidas e mulheres bonitas à sua volta?

INRI CRISTO: “Não é uma questão de manter a santidade, meus filhos, pois eu mesmo já disse há dois mil anos: “Por que me chamas bom? Ninguém é bom senão DEUS” (Marcos c.10 v.18). Desde que jejuei em Santiago do Chile em 1979, meu PAI, SENHOR e DEUS deu-me poder sobre a carne e desde então já não vivo como homem no mundo, já não estou à mercê das inquietudes inerentes aos homens. Quanto às pessoas pervertidas, isso irá depender do ângulo em que se olha. Existem muitas formas de perversão, e geralmente os pervertidos mais perigosos são os que se ocultam sob o rótulo de santidade”.

 

11. Alguma mulher já tentou assediá-lo sexualmente? O que o senhor faz diante de uma situação dessas?

INRI CRISTO: “Depois que jejuei e tive a revelação do SENHOR, houve situações em que belas mulheres puderam constatar que já não vivo mais como homem no mundo. Nesses casos, elas acabaram se ajoelhando para receber uma bênção e pediram perdão pelos pecados”.

 

12. O senhor tem um grande talento para jogar sinuca e boliche. Essas habilidades vêm do alto? O INRI é bom em outros esportes também?

INRI CRISTO: “Aprecio jogar sinuca e boliche, pois são esportes que aprendi em minha juventude, além de que fazem bem ao corpo e à mente. A habilidade não vêm necessariamente do céu; é algo que se adquire na prática. Quanto aos demais esportes, embora não os pratique, vejo com bons olhos tudo que é saudável”.

 

13. O senhor tem lembranças de sua vida passada, como Jesus?

INRI CRISTO: “O SENHOR restituiu-me a memória de alguns momentos mais marcantes, no intuito de facilitar o cumprimento de minha missão. Ele me mostrou quando caminhava em direção ao Calvário e dizia às mulheres de Jerusalém: 'Mulheres de Jerusalém, não choreis por mim, guardai vossas lágrimas para vossos filhos. Porque eis que virá tempo em que se dirá: ditosas as estéreis e ditosos os ventres que não geraram e os peitos que não amamentaram' (Lucas c.23 v.28 e 29). Esses dias aos quais me referi são os dias atuais”.

 

14. Como o senhor faz para se manter? De onde vêm sua renda financeira para se sustentar?

INRI CRISTO: “Coerente com o que falei há dois mil anos: 'Dai de graça o que de graça recebestes' (Mateus c.10 v.8), aqui na casa do SENHOR não se vende sacramento, não se faz chantagem de dízimo. O SENHOR é o provedor e inspira os filhos dEle a dar com a mão direita sem que a esquerda saiba quanto. Assim é-lhes facultado participar da provedoria da casa do SENHOR, onde o luxo não está em poltronas confortáveis e sim na sabedoria. Só participam da minha causa, da minha luta contra o principado das trevas, os que têm consciência de minha identidade e sentem vontade de estabelecer um vínculo com a causa divina, com o Reino de DEUS oficializado pela SOUST”.

 

15. O senhor vê o diabo? Conversa com ele? Já foi tentado alguma vez por ele nesta encarnação?

INRI CRISTO: “O demônio, diabo, Satan... ou seja lá o nome que lhe queiram atribuir, ao contrário do que vos foi equivocadamente ensinado, não é um macaco com rabo e chifres e sim o espírito das trevas que serve para a purgação e evolução dos seres humanos. Quando alguém estupra, mata, rouba, mente, descontrola-se, e depois diz: 'Eu estava fora de mim', quem estava usando seu corpo naquele momento? O agente do mal, espírito maligno que incorporou a fim de realizar seus malévolos propósitos. O demônio não tem corpo físico; é um ser sutil, logo, não há como estabelecer um diálogo com ele, todavia meu PAI faculta-me identificar quando ele se manifesta no corpo de alguém. DEUS criou o demônio com a função de levar os homens ao vale da purificação fazendo-os cometer erros, porque na tentação se erra e no errar se sofre a conseqüência do pecado cometido. Neste processo está o mecanismo da evolução, no qual todos os seres viventes, incluindo o Filho do Homem que vos fala, estão inseridos”.

 

16. O que o Senhor espera de 2011?

INRI CRISTO: “2011 é o ano das surpresas para o cenário mundial. Eu, particularmente, não espero nada porque sei que a vida, tanto a minha como a do Reino de DEUS, seguirá o seu curso predestinado, previsto já há milênios. Da minha parte e dos que integram o Reino de meu PAI, não esperamos nada, porque já sabemos que a vida seguirá o seu curso. O mundo sim é que deve esperar surpresas inimagináveis, catástrofes, terremotos, inundações, assassinatos, crimes em série, guerra civil... Os céticos e os néscios de plantão podem até dizer: “Ah! É o profeta do óbvio!”, mas quando eu vislumbrava o cenário atual 30 anos atrás, muitos debochavam e até viravam as costas. Agora não dá mais pra fugir da realidade, que se evidencia dia após dia. Os seres humanos estão procriando cada vez mais desordenadamente e a ecologia está cada vez mais malinada... Por conseguinte, os que chegam agora contribuirão ainda mais para a destruição do planeta. E por falar em guerra civil, já que me fazem essa pergunta, sou forçado a dizer que a guerra civil se acentuará ainda mais. Por enquanto ela está velada, mascarada para os que não enxergam – ou para os que não querem enxergar. No Brasil, cotidianamente, morre mais gente pela violência, inclusive no trânsito, do que em qualquer guerra contemporânea. Em 1998 fui expulso do Congresso Nacional justamente por haver alertado que, se os comandantes do país não mudassem de conduta, o Brasil iria fatalmente amargar uma sangrenta guerra civil. Foi por esse motivo que, após concluir, no Salão Verde, uma entrevista à revista Veja – a qual jamais foi publicada – os ilustres, excelentíssimos congressistas acharam por bem mandar o chefe de segurança me expulsar. Agora não adianta lamentar, o mal já está feito. Eles não suportaram ouvir o que eu tinha a dizer, pois a verdade é uma fera muito perigosa – e os “nobres” não gostam de vê-la solta por aí”.

 

17. Como o senhor acha que será a atuação de Dilma como presidente do Brasil?

INRI CRISTO: “Caso ela consiga cumprir o prometido, o governo continuará como está. Isso em se considerando que ela seja sectária no cumprimento das promessas. Todavia, vislumbro através de uma cortina mística, metafísica, que a presidente Dilma irá realizar notáveis e contundentes alterações no governo, pois enxerga que são necessárias, mormente no setor de segurança e saúde. Na condição de mulher, ela dará especial atenção à questão do aborto, mesmo sob o rugir das procelas humanas”.

 

18. Há possibilidades de vermos uma campanha “INRI para presidente”?

INRI CRISTO: “Jamais! Jamais porque vim ao mundo com um mandato divino. Eu mesmo já disse há dois mil anos: “Ninguém serve a dois senhores” (Mateus c.6 v.24), logo tenho que ser e serei sempre coerente com o que falei. Como eu poderia cumprir a vontade de meu PAI, cumprir o mandato pelo qual Ele me reenviou a este mundo, e ao mesmo tempo presidir, promover um governo terrenal, sem abdicar o poder místico que Ele me investiu? Quando os terráqueos me concederem crédito, reconhecerem os mistérios de meu PAI, SENHOR e DEUS em mim, e decidirem soberanamente, através de um plebiscito, que querem me ouvir em rede nacional sem interrupção e sem censura, o que posso fazer no futuro é aconselhar os governantes, orientá-los para que pequem menos e pensem um pouco mais nas agruras, nos sofrimentos, nas dores dos súditos governados. Quando vierem me perguntar o que fazer, qual o remédio mais eficaz e menos amargo, posso então indicar a solução e até mesmo um candidato sapiente. Todavia, jamais me vejo candidato a qualquer cargo eletivo. Estou aqui só para cumprir a vontade do ALTÍSSIMO, meu PAI, SENHOR e DEUS, o Supremo CRIADOR, único Ser incriado, único eterno, único Ser digno de adoração e veneração, Infinito, que me reenviou a este mundo”.

 

19. O que o Senhor pensa sobre a mistura entre política e religião? E o apoio de alguns partidos políticos por parte das igrejas?

INRI CRISTO: “Política e religião são uma só coisa, porque a política é a arte de conciliar os interesses próprios disfarçando atender aos interesses dos outros, enquanto a religião é a arte de dissimular religar o ser humano com DEUS (como bem diz no genuíno latim religaire), o que é absurdo, uma vez que o SENHOR é onipresente, onisciente e onipotente. Logo, ninguém consegue separar-se de DEUS, pois sendo onipresente, Ele está sempre presente em cada célula de vosso corpo, em cada partícula de vosso sangue. Consequentemente, como ninguém pode separar-se de DEUS, não carece que haja alguém para religar o ser humano a DEUS. Isso é um grande equívoco. Estou aqui na Terra não para religar o ser humano a DEUS, o que seria um embuste, uma mentira. Estou aqui para ensinar o ser humano a tomar consciência de DEUS, a trilhar o caminho da Lei divina, a se coadunar com a Lei, a viver dentro da Lei. Esta é a minha missão. Eu não sou religioso; sou filósofo. Ensino uma filosofia mística de vida, uma filosofia que não se exaurirá jamais, na qual o ser humano pode viver em harmonia com DEUS sem abdicar de ser feliz, sem abdicar dos prazeres que lhe são de inerente direito. Minha missão aqui consiste, acima de tudo, em preparar o espírito do ser humano para que tome consciência de DEUS. E assim, tendo consciência de DEUS, desfrutará o conforto da liberdade consciencial, a qual lhe será agraciada pelo meu PAI ao conhecer a verdade. E o restante vem por acréscimo, como já disse há dois mil anos: “Buscai, pois, em primeiro lugar, o Reino de DEUS e sua justiça, e todas as outras coisas vos serão dadas por acréscimo” (Mateus c.6 v.33). As igrejas apóiam os partidos políticos de acordo com as conveniências, as barganhas, os conchavos, as propostas recíprocas, as negociatas... visando sempre partilhar o poder terrenal. A democracia é um caldeirão de alquimista que carrega em seu bojo diferentes espécimes da zoologia mesclados aos seres humanos, que são os mais evoluídos. Então, obviamente, os mercenários da fé, que tributam em nome de “deus”, se dão muito bem com os que tributam em nome do governo, pois em ambos os casos trata-se de tributaristas pertinazes, obstinados. Aliás, os políticos aprenderam com os ditos religiosos como se aprimorar cada vez mais na arte de “sanguessugar” o povo. Estão sempre conjecturando como proceder para enfiar mais fundo a mão no bolso do trabalhador que luta pela sobrevivência”.

 

20. Hoje em dia, temos várias igrejas e denominações. Parece que cada dia surge uma nova. O que o senhor acha dessa proliferação de instituições religiosas?

INRI CRISTO: “É um dos sinais do fim dos tempos. Essas instituições religiosas se proliferam atendendo ao gosto da clientela e ao ritmo do consumismo contemporâneo. Os que se dizem religiosos na verdade são “regrilhosos”, porque, ao invés de religar o homem a DEUS, são eles que impõem aos seres humanos os grilhões escravizantes dos dogmas, das superstições, das fantasias, dos falsos conceitos de ética, dos pseudo-moralismos hipócritas, que desnorteiam e alienam as consciências, afastando-as da realidade da vida e da Lei divina. São as regrilhões do lucro, do dinheiro, da ostentação, da luxúria, das intrigas, das negociatas 'em nome de DEUS', que conduzem os incautos ao caminho da perdição, onde haverá pranto e ranger de dentes”.

 

21. Como o senhor avalia as religiões politeístas?

INRI CRISTO: “Minha missão é expor o DEUS verdadeiro, o Supremo CRIADOR, único Ser incriado, único eterno, único Ser digno de adoração e veneração, onisciente, onipotente, onipresente, único SENHOR do Universo. Portanto, nada tenho a declarar sobre os “deuses” genéricos inventados pelos homens. Mais cedo ou mais tarde, todos hão de se conscientizar e voltar para o número UM, que é o SENHOR, meu PAI”.

 

22. Existe a religião certa?

INRI CRISTO: “Religião certa é não precisar de religião. O termo religião, proveniente do latim religaire, significa religar, ou seja, religar o ser humano a DEUS, e religioso é aquele que cumpre a sagrada missão de restabelecer o vínculo entre DEUS e os homens, mas isso tão somente quando os homens se atreveram a desligar-se de DEUS. Quem continua sempre ligado a DEUS não necessita de igreja nem de religião, uma vez que cultiva a comunhão com o divino em seu foro íntimo”.

 

23. O senhor assistiu o Código da Vinci? No filme, Maria Madalena não é uma pecadora, mas sim, a esposa de Cristo. Isso é verídico? E assim como Iscariotes, ela escreveu seu próprio Evangelho?

INRI CRISTO: “Sim, meus filhos, não só assisti ao filme como também li o livro O Código da Vinci. Mas, através da dialética que DEUS me concedeu, pelo caminho da lógica e da racionalidade, posso vos provar que não tive relações carnais com Maria Madalena. Não porque ela fosse desprovida de beleza e dos atributos femininos inerentes às mulheres, e sim porque eu já não tinha a inquietude carnal pertinente aos homens; meu PAI havia me concedido poder sobre a carne, como está bem registrado nas Sagradas Escrituras que eu venci o mundo ('Havereis de ter muitas aflições no mundo, mas tende confiança, eu venci o mundo' – João c.16 v.33). A relação que tive com Maria Madalena foi a mesma que tive com todas as mulheres naquele tempo. Elas recebiam a bênção e me assistiam com suas posses, enfim, participavam da minha caminhada sobre a terra. Ademais, foram elas que permaneceram fiéis e próximas a mim no momento de agonia na cruz, e dentre elas estava Maria Madalena. O amor existente entre nós era puramente espiritual. Eu vos digo em verdade que há dois mil anos, antes de meu PAI me dar poder sobre a carne, estive na alcova não com apenas uma, mas com muitas mulheres. Todavia, quando Maria Madalena me conheceu, eu já havia vencido a carne, já não tinha essas inquietudes que são próprias dos seres humanos, logo não havia possibilidade de eu ter mantido relações carnais com ela. A única relação que tive com Maria Madalena é que ela se ajoelhava e eu colocava as mãos em sua cabeça, concedia-lhe a bênção. Quanto a ter escrito um Evangelho, considero isso pouco provável pois naquela época havia muitas restrições em relação às mulheres, dentre as quais o acesso aos locais de ensino”.

 

24. Charles Darwin, da Teoria do Evolucionismo, conseguiu chegar ao céu?

INRI CRISTO: “Darwin foi um homem iluminado, inspirado por DEUS, que cumpriu a missão de reativar, reavivar a mensagem já exposta pelo filósofo grego Anaximandro, há aproximadamente 2.600 anos. A chamada Teoria da Evolução não é meramente teoria e sim inspiração divina, é uma lei universal e eterna. Darwin apresentou à humanidade uma centelha da lei divina através de suas conclusões sobre a origem da vida na Terra. Quanto a chegar ao céu, isso irá depender de qual céu te referes. Ninguém pode “chegar ao céu”, uma vez que céu e inferno estão atrelados à consciência de cada ser humano. Mas se Darwin conseguiu cumprir a missão que lhe foi designada por DEUS, então é possível dizer que ele teve um vislumbre da eternidade”.

 

25. Qual sua mensagem aos ateus?

INRI CRISTO: “Antes de jejuar em 1979 e ter a revelação de minha identidade, eu era ateu, ferrenhamente ateu. Vivia como profeta de um “Deus” desconhecido. Desde minha adolescência, repudiei o “deus” inventado pelos homens e rompi qualquer vínculo com religião. Apenas obedecia àquela voz forte e poderosa que me comandava desde a infância, e que só por ocasião do jejum revelou-se pra mim como sendo meu PAI, SENHOR e DEUS, o DEUS de Abraão, de Isaac e de Jacob. Por isso compreendo os ateus e posso dizer-lhes que estão muito mais próximos de descobrir o DEUS verdadeiro, o DEUS que fez os homens, do que muitos que batem no peito e se consideram salvos”.

 

26. A tendência da humanidade será melhorar ou piorar? Estamos no caminho certo ou cada vez mais errados?

INRI CRISTO: “Depende da ótica em que se olha. Como a pergunta é dúbia, a resposta também é dúbia. Para quem vislumbra o porvir, o que está mais adiante, a tendência é melhorar. Assim como a paz depende da guerra, também a humanidade, para melhorar, primeiro terá que piorar ainda mais, na contínua destruição do planeta. Mas depois da hecatombe nuclear, que é inevitável, os herdeiros, os sobreviventes, os escolhidos, durante cerca de mil anos viverão em harmonia com a Lei de meu PAI e estes recriarão o Éden, porque durante mil anos o maligno será acorrentado; só depois de mil anos ele se desvencilhará das correntes e começará a dizer para os descendentes dos eleitos mais distantes na árvore genealógica: “Ah! Mas não é bem assim, esse INRI CRISTO jamais esteve aqui! Isso é uma lenda, um mito! Nunca existiu INRI CRISTO que fez uma revolução, que destruiu ídolos, estátuas, que esfacelou dogmas... O que dizem que ele falou é fruto da imaginação, é invenção de vocês, humanos...”. Aí renascerão novamente os ateus. Mas até lá, no decorrer desse período, a humanidade viverá melhor, com o pensamento voltado para o ideal maior, que é DEUS. E nunca mais a desolação será tão terrível como está sendo agora; nunca a humanidade descerá tanto a ladeira das trevas, das maledicências, das doenças mentais, da loucura... como está descendo agora. Daqui a mais de mil anos, quando os descendentes dos descendentes dos descendentes dos eleitos começarem a descrer dos ensinamentos que ministrei da parte de meu PAI, eles serão logo corrigidos. Quanto ao futuro do futuro, não vou me pronunciar agora. Quando eu retornar, perguntai-me novamente e então vos responderei, uma vez que ainda não estais preparados para compreender certas nuances do Cosmos, as quais só poderei revelar no porvir. No momento atual, estamos no caminho errado para encontrar o caminho certo, num rumo sem volta. O ser humano criou uma situação matematicamente irreversível. De nada adianta os legisladores criarem novas leis. Não adianta os governantes sonhadores, com seus utópicos planos, pensar que podem corrigir alguma coisa. É uma questão de lógica matemática, uma vez que as estatísticas já denunciam a existência de um bilhão de famintos na Terra. A rã está sendo cozida lentamente. Segundo certa vez observou um cientista, ao jogar-se uma rã em água quente ela pula logo fora. Não obstante, se a colocarmos num recipiente em água fria e em seguida colocarmos esse recipiente para aquecer lentamente, a rã vai nadando, nadando, nadando... até morrer cozida (vide matéria sobre o aquecimento global ). É assim que a humanidade está procedendo, ou seja, nadando lentamente rumo ao caos, ao fenecimento, sem perceber. A mídia só mostra a ponta do iceberg, o que é impossível esconder. As reais condições, os reais significados do contexto global permanecem ocultos, na utópica pretensão de protelar ou quiçá na esperança de se alcançar alguma solução milagrosa. Mas a solução milagrosa só ocorrerá por ocasião da hecatombe nuclear. Dias virão em que os seres humanos considerarão a hecatombe nuclear uma bênção, a própria misericórdia divina. Hoje muitos já pensam: “Por que não acaba logo este mundo?” Só os que vivem nababescamente não pensam assim; estes gostam do mundo atual, fazem cruzeiros marítimos, passeiam, viajam, planejam, compram e vendem... como bem enunciei antes de ser crucificado e está registrado em Lucas c.17 v.25 a 35: “Assim como foi nos tempos de Noé, assim será também quando vier o Filho do Homem. Comiam, bebiam, casavam-se, davam-se em núpcias, até o dia em que Noé entrou na arca e veio o Dilúvio, que exterminou a todos. Assim será o dia em que o Filho do Homem se manifestar... Mas primeiro é necessário que ele sofra muito e seja rejeitado por esta geração”. É o retrato do que está acontecendo agora. Os que podem estão casando, dando-se em núpcias, festejando, planejando... mas todos os planos de agora são semelhantes aos planos dos que navegavam a bordo do Titanic naquela “prazerosa” viagem... Mal sabiam os passageiros que o Titanic estava na iminência de afundar e não havia botes para salvar a todos. Assim procedem agora os que fazem planos para o futuro e não crêem no Filho do Homem, até porque consideram-no uma piada, uma brincadeira... e assim continuam sendo lentamente cozidos como a rã que acabei de vos mencionar”.

 

27. Qual o maior erro da humanidade?

INRI CRISTO: “A ignorância, sinônimo de cegueira espiritual, sendo esta a origem, causadora dos demais erros”.

 

28. O mundo vai acabar em 2012?

INRI CRISTO: “Não se pode estabelecer uma data fixa quanto ao dia do fim do mundo, porque o dia e a hora do fim do mundo só o meu PAI sabe (“Quanto àquele dia e àquela hora do fim do mundo, ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, mas só o PAI” – Mateus c.24 v.36). Até 2012 a máscara universal cairá e a partir de então todos pressentirão a realidade do porvir, evidenciada nos sinais que prenunciei há dois mil anos: “Quando ouvirdes falar de guerras, rumores de guerras, reino contra reino, nação contra nação, tempestades, terremotos, inundações, pestilências, fomes... tudo isso é apenas o princípio das dores” (Mateus c.24 v.7 e 8). Só então a humanidade estará preparada para vislumbrar o sinal do Filho do Homem”.

 

29. Como seria a sociedade perfeita?

INRI CRISTO: “Não existe sociedade perfeita; isso é utopia. Perfeito é só o SENHOR DEUS, meu PAI. Mas a sociedade ideal seria aquela em que os seres humanos colocassem DEUS em primeiro lugar (o DEUS que fez os homens, Supremo CRIADOR, único ser incriado, único eterno, único ser digno de adoração e veneração, único SENHOR do Universo, meu PAI, não o 'deus' que os homens fizeram). Ou seja, ideal seria que todos vivessem sob princípios de vida éticos. Ideal seria que todos se conscientizassem da Lei de DEUS (que sintetizada em duas palavras consiste em ação e reação, ou causa e efeito), e então vivessem como parte do contexto, respeitando a natureza e todos os seres viventes, sem a ambição desenfreada de dominar mais e mais... Na verdade, uma sociedade ideal só pode existir quando cada membro desta sociedade é capaz de viver pacificamente no isolamento do seu ambiente mais restrito. Nenhuma sociedade pode despertar para a liberdade de emancipação sem o despertar prévio de seus membros individuais. E a paz verdadeira, duradoura, só é possível encontrar na comunhão íntima com o CRIADOR, em se estabelecendo a harmonia plena com o Cosmos, o infinito. Os seres humanos vivem momentos efêmeros de satisfação; permanecem insatisfeitos posto que estão em constante busca de algo que adormece dentro de si mesmos. Eu vos digo em verdade que só no SENHOR os seres humanos encontrarão a verdadeira satisfação, a serenidade, a paz, e só assim é possível a existência de uma sociedade relativamente feliz”.

anuncio inri tv menor

DOAÇÕES À SOUST

Veja como participar da
missão de INRI CRISTO

Newsletter da SOUST

Digite seu e-mail:


RSS Feed Image Inri Cristo via RSS

Depoimentos

As palavras de INRI CRISTO refletem o mais elevado estado de lucidez, coerência, realismo. Que as mensagens de INRI neste site possam tocar os corações e iluminar as consciências. Num mundo conturbado pela violência, incompreensão, preconceitos, antagonismos... é necessário abrir as portas da espiritualidade para desfrutarmos momentos de alegria e paz interior, que nos fortalecem e nos tornam mais humanos.

Adeí Schmidt
Discípula de INRI CRISTO, Brasilia
Sep 16, 2011

Visitantes online

Nós temos 159 visitantes online

Redes sociais:

  • Facebook Page: 139052659514125
  • Flickr: inricristo
  • Twitter: _INRICRISTO
  • Vimeo: 27506247
  • YouTube: INRICRISTOnaWeb

banner app inricristonaweb

SOUST - Uma escola mística e filosófica

A SOUST é uma Escola Mística e Filosófica onde o Mentor Regente INRI CRISTO ensina os seres humanos a viver harmoniosamente em simbiose com DEUS, coerente com o que disse há dois mil anos e suas palavras valem para sempre: "Buscai, pois, o Reino de DEUS e sua justiça, e todas as outras coisas vos serão dadas por acréscimo" (Mateus c.6 v.33).

Leia mais

 

Como participar da missão de INRI CRISTO?