Font Size Larger Font Smaller Font

jornal opa1 - Quando o senhor percebeu que era a reencarnação de Jesus Cristo na terra? E como foi a sua reação?

INRI CRISTO: “Desde criança obedeço a uma voz forte e imperiosa que fala no interior da minha cabeça, mas até o jejum eu desconhecia quem era essa força sobrenatural que me comandava. Só sabia que tinha de obedecer, e nas vezes que não obedecia, sentia uma dor lancinante na cabeça. Pra resumir a história, porque minha história é muito longa, foi obediente a essa voz que, em setembro de 1979, me submeti ao jejum em Santiago do Chile. Sendo a primeira vez que jejuava, não sabia da necessidade de ingerir água, ou seja, 'jejuei a seco'. Meu corpo estava em vias de um processo de inanição. De repente, a voz disse, desta vez mais imperiosa do que nunca: 'Levanta-te!'. Ao levantar, mareei porque quando se jejua o sangue demora subir à cabeça. Minhas mãos não me ampararam, bambearam para trás. Meus braços não me sustentaram e caí com o nariz no chão, como podeis atestar até hoje a cicatriz resultante da queda. Então, em meio a uma poça de sangue, a voz disse: 'As dores são necessárias, o sangue é necessário para que, quando te insultarem e reprovarem, te lembres que é o mesmo sangue que derramaste na cruz. Eu sou o DEUS de Abraão, de Isaac e de Jacob, Eu sou teu SENHOR e DEUS, e tu és o mesmo Cristo que crucificaram. E doravante caminharás sobre a Terra como um peregrino errante. Serás prisioneiro, expulso, humilhado, odiado. Pagarás para dormir e não te deixarão dormir, tua túnica estará suja e não terás quem a lave, muitos rirão e debocharão de ti para que conheças bem os corações de teus filhos, que são o teu povo. Mas Eu serei contigo.'

Então Ele revelou o mistério do meu nome, cuja segunda letra estava em sentido contrário (Iuri # Inri) e desvendou, como se fosse na tela de um filme, todo o meu passado, os estágios das anteriores encarnações. Eu que vos falo sou o Primogênito de DEUS, Adão, que reencarnei como Noé, Abraão, Moisés, David, etc., depois como Jesus e agora como INRI. Neste momento senti uma enorme responsabilidade cair sobre mim, porque meu PAI deu-me consciência de que sou o pai da humanidade, a origem de todos. E junto com a revelação, o SENHOR me mostrou que ser Cristo não era um motivo de júbilo, e sim seria uma prova dura que eu teria de passar, posto que, a princípio, eu seria rejeitado por minha geração, conforme previsto em Lucas c.17 v.25 a 35 (“Mas primeiro é necessário que ele sofra muito e seja rejeitado por esta geração. Assim como foi nos tempos de Noé, assim será também quando vier o Filho do Homem. Comiam, bebiam, tomavam mulheres e davam-se em núpcias, até o dia em que Noé entrou na arca, e veio o dilúvio que exterminou a todos. Assim será no dia que o Filho do Homem se manifestar”). E a reprovação que meu PAI me anunciara cumpriu-se rigorosamente, principalmente por parte daqueles que se dizem meus servos e enganam o povo usando meu nome antigo, Jesus.”

2 - E a reação de sua família e amigos ao saber que Jesus Cristo estava no meio deles?

INRI CRISTO: “No jejum em Santiago do Chile, meu PAI me advertiu que, a partir de então, eu deveria conscientizar-me de que não tinha parentes, porque só poderiam ser meus parentes aqueles que cressem em mim. Eu não tinha pai, mãe, irmãos, amigos, e não deveria escrever a nenhum amigo ou parente, porque nenhum deles iria me compreender; o que se passava comigo nenhum terráqueo poderia compreender. Quando retornei do jejum e fui pela primeira vez visitar a família que me criou na infância, o único que me reconheceu de imediato foi Wilhelm Theiss, o homem que cuidou de mim quando menino. Nas vezes em que o visitei em Blumenau – SC, cada vez que eu chegava, ele dizia: “Chegou o nosso Senhor”, e vinha reverentemente receber uma bênção. Os demais membros da família e amigos não tiveram a mesma atitude, para a maioria deles foi muito difícil assimilar que sou o mesmo Cristo de outrora.”

3 - O que o senhor fazia antes disso, como ganhava a vida?

INRI CRISTO: “Na infância e adolescência, trabalhei como verdureiro, padeiro, entregador de alimentos, mascate, etc. A partir dos 21 anos, obediente à voz que me comanda desde a infância, comecei minha vida pública como profeta nas rádios e televisões, apresentando-me como Iuri. Era profeta de um DEUS desconhecido; usava o dom da vidência que tinha desde criança, todavia sem ter ainda consciência de minha identidade ('... Virei a ti como um ladrão e não saberás a que hora virei a ti ' – Apocalipse c.3 v.3). Nesta condição anunciava o futuro das pessoas, vestido como se vestem os homens. Assim foi até chegar ao jejum em Santiago do Chile, em setembro de 1979, onde tudo mudou na minha vida desde a revelação.”

4 - Se existe a reencarnação de Jesus Cristo na terra, há a reencarnação de Judas também? O senhor o conhece?

INRI CRISTO: “Nada acontece na Terra sem o consentimento de DEUS. Judas foi usado pela Divina Providência para cumprir o que já estava previsto sobre mim há dois mil anos. Se ele adquiriu algum débito com a lei divina, cabe a ele se redimir perante o SENHOR. Judas Iscariotes reencontrou-me agora e reconheceu-me. Ele é um oficial do exército francês e veio ajoelhado pedir perdão; disse: “Rabi, Rabi, pardon, je ne suis pas digne de toi, je suis Judas Iscariot” (Rabi, Rabi, perdão, eu não sou digno de ti, eu sou Judas Iscariotes). Alguém dentre vós poderia imaginar um oficial militar ajoelhar-se diante de um estrangeiro para suplicar: ‘Rabi, Rabi, pardon’? Pois foi assim que ele procedeu quando me acolheram na França na ocasião em que fui expulso da Inglaterra, em 1980. Seu nome é Cristiano Obry, ele ajudou na fundação da sucursal francesa da SOUST. Ele intuitivamente cuidava de minha sacola sem que eu lhe pedisse, assim como fazia há dois mil anos; em cada pessoa que me conheceu no passado meu PAI deixou um sinal, e é nas sutilezas que identifico os sinais de meu PAI.”

5 - Por que escolheu a cidade Brasília para viver, e não Jerusalém?

INRI CRISTO: “Porque Brasília é a Nova Jerusalém do Apocalipse c.21. Quando aqui estive pela primeira vez em 1980, hospedado no Hotel das Américas, meu PAI conduziu-me à janela e me mostrou: “Eis que aqui é a Nova Jerusalém, aqui tu virás instituir a sede do meu Reino”. E assim se cumpriu. Após permanecer durante 24 anos sediado em Curitiba, em maio de 2006 a sede da SOUST foi transferida para Brasília, conforme estava previsto nos estatutos desde a fundação em 1982.”

6 - O que acha do governo Dilma Rousseff e qual a sua opinião sobre os políticos corruptos, eles encontrarão o paraíso?

INRI CRISTO: “Eu vejo na presidenta Dilma Rousseff uma pessoa muito esforçada, uma batalhadora, uma guerreira, que está tentando, mesmo contra a resistência dos espíritos das trevas, pôr a casa em ordem. Com a anuência do SENHOR DEUS, meu PAI, oxalá ela consiga pelo menos parcialmente. Quanto aos políticos corruptos, eles pensam que vivem no paraíso agora. Mal sabem eles que estão cavando seus próprios precipícios, porque tudo que aqui se faz, aqui se paga. Alguns, lá na frente, terminam os dias dejetando através de uma bolsinha. Outros, dia após dia, estão pagando o pecado só em pensar que, a qualquer momento, a mão da justiça divina os alcançará. Mas estou falando da justiça celestial, a justiça divina, porque a justiça terrestre é questionável; é cega, como dizem. Os menos ignorantes vivem o terror permanente de que a qualquer momento serão desmascarados, porque todo delinquente é acometido de um grande terror, um peso de consciência (à exceção dos psicopatas que, por viver num outro patamar psicológico, não podem ser enquadrados). Dia após dia eles têm pesadelos e têm medo de ser desmascarados. E quando alguém dentre eles é escolhido como bode expiatório (volta e meia alguns estão indo para o cárcere...) é porque teve o azar de ser descoberto. Hoje o mundo é uma criminalidade a céu aberto, os valores estão invertidos... E ser honesto, como já dizia Rui Barbosa, tornou-se uma vergonha pra quem é honesto. Eu, por exemplo, porque vivo honestamente, não faço chantagem do dízimo nem comércio das coisas de DEUS, sou qualificado de louco. Então eu sei, reconheço, compreendo da grande dificuldade de um ser humano viver honestamente na Terra hoje em dia. Mentir é um ato oficial, é uma questão de sobrevivência; quem não mente não faz negócio, não consegue manter-se no comércio. Infelizmente esta é a realidade, e já que me fizeste a pergunta, pelo menos eu tenho que ser sincero. Se eu não for sincero não consigo pôr minha cabeça no travesseiro.”

7 - Você optou por ser vegetariano por conta dos animais?

INRI CRISTO: “Eu me tornei vegetariano por uma questão de consciência. Se não fosse a consciência que adquiri, até hoje estaria comendo cadáver de vaca, galinha etc. Mas meu PAI me deu consciência de que todos os animais que sobrevivem e se movem sobre a Terra são animados pelo sopro divino, ou seja, eles têm espírito. Quando os animais são assassinados e fenecem, no momento do passamento eles emitem uma energia negativa de ansiedade que se acumula na carne e posteriormente é transferida para o necrófago, o comedor de carne. Não quero ofender ninguém, mas esta é a realidade. Eu amo o povo gaúcho e sei que a maioria têm dificuldade de compreender isso. Ainda antes do jejum, vi uma pessoa mergulhando na piscina e o espírito permaneceu sobre a água. Naquele tempo, na minha juventude, eu era ateu e não sabia o que era aquilo. Eu vi que o corpo dele foi para baixo da água, mas em cima da água permaneceu flutuando uma nuvem de energias, e eu nunca me esqueci disso. Na ocasião me perguntei: “O que estou vendo?” e aconteceu uma única vez, depois nunca mais vi. Foi um momento de vidência. E quando recebi ordem da voz que sempre me comandou desde a infância (mas que até então eu não sabia que era meu PAI) para deixar de comer carne, a ordem estava atrelada a essa visão; foi-me facultado compreender que o animal era animado por aquela mesma energia, e por conta disso deveria deixar de comer carne. E eu, na época, como não acreditava em DEUS, considerava que aquilo era uma energia cósmica e que o animal também era animado por essa energia cósmica. Só depois do jejum, quando recebi instrução de meu PAI, SENHOR e DEUS, é que finalmente compreendi que essa energia é o espírito vivificante que anima todos os seres que se movem sobre a Terra.”

8 - O que você acha da enxurrada de pastores que pregam a palavra de Deus na televisão? Nunca pensou em ter seu espaço próprio na mídia nacional?

INRI CRISTO: “Eles pregam a palavra deles, e não a de DEUS. Esses são os lobos com pele de ovelha que eu anunciei que viriam (Mateus c.7 v.15). Ainda adverti: “Orai e vigiai, que ninguém vos engane, porque muitos virão em meu nome, farão prodígios e enganarão a muitos, até os eleitos se possível fosse” (Mateus c.24 v.5 e 24). E eles vieram em meu nome antigo, Jesus, fizeram prodígios, enganaram, e com o fruto da delituosa chantagem do dízimo e venda de falsos sacramentos (falsos porque contraria o que ensinei em Mateus c.10 v.8), adquiriram emissoras de rádio e televisão. E para diferenciar-me deles, meu PAI me reenviou com um novo nome, INRI, o nome que paguei com meu sangue na cruz (Apocalipse c.3 v.12). Quanto a ter um espaço próprio na mídia nacional, é algo que não careço me preocupar. Como sou o Verbo de DEUS, e nada acontece na Terra sem o consentimento de DEUS, então eu confio no SENHOR, consciente de que agora se cumpre o que está previsto em Lucas c.17 v.25 a 35. Certa feita, quando eu estava em Beauveais, na França, saiu uma matéria no jornal Le Liberatión e fiquei indignado porque escreveram umas bobagens junto com o que falei. Todavia, o SENHOR me confortou e disse: “Não te preocupes, meu filho. Qualquer mídia que escrever sobre ti, falando a verdade ou não, mas mostrar teu rosto, os teus filhos te reconhecerão”. E eu disse há dois mil anos que muitos serão chamados e poucos os escolhidos (Mateus c.20 v.16). Quando eu apareço em qualquer mídia estou chamando todos, mas a escolha quem faz é meu PAI, e Ele escolhe revelando minha identidade no foro íntimo dos filhos dEle. Portanto, não estou preocupado em ter uma mídia exclusiva, um espaço nacional. Hoje, quem quiser me ouvir de qualquer parte do mundo pode acessar o canal INRI CRISTO na Web www.inricristo.tv , através do qual falo ao vivo todos os sábados às 11:00h da manhã. E essa mídia não fui eu quem procurei, foi DEUS quem me deu. Ele inspirou alguns filhos a montar esse esquema para eu poder falar a quem quer me ouvir.”

9 - Por onde o senhor passa deixa sempre uma mensagem de amor e as pessoas ficam encantadas. Mas não tem medo de ser pregado na cruz novamente?

INRI CRISTO: “Não, meu filho, porque já fui crucificado uma vez fisicamente, literalmente, e agora, nesta encarnação, a crucificação não ocorre via madeiro. Nesta encarnação, conforme eu mesmo anunciei que iria acontecer (Lucas c.17 v.25 a 35), fui crucificado, lenta e gradualmente, pelo boicote da mídia. A crucificação que os inimigos da verdade usaram esses anos todos pra me esconder hoje é mais sofisticada. Por exemplo, eu pergunto a ti, jornalista: por acaso tu conheces toda a minha história de Belém do Pará? Sabes por que fui expulso da Inglaterra, como é que fui declarado apátrida na França, como é que eu vim ao Brasil na condição de apátrida, etc.? Tu sabes o que eu falei na Praça da Alfândega, na Rua da Praia e também no canal 12 quando estive aí em Porto Alegre em 1981? Se não sabes, haverás de compreender que, por enquanto, estou experimentando o boicote da mídia.”

10 - Algumas de suas discípulas fazem sucesso com vídeos na internet, o que o senhor acha disso?

INRI CRISTO: “Considero que DEUS as inspirou e inspirou quem fez as músicas, que são consideradas versões místicas. Elas cumprem o papel delas, estão dando a contribuição delas para romper uma minúscula fissura na cortina negra do boicote que me foi imposto pela desinformação organizada."

11 - Como é o processo para alguém se tornar sua discípula?

INRI CRISTO: “Em primeiro lugar, tem que saber quem eu sou, ter consciência de minha identidade, porque ninguém vai ser discípulo(a) de quem desconhece. Esse é o primeiro passo. Uma vez sabendo quem sou, aí então aceita passar pelas provas concernentes ao período de neófito, depois aspirante, para finalmente tornar-se discípulo(a). E para ser discípulo(a) tem que ter o coração puro, coragem e ânimo para dedicar-se à causa divina como voluntário(a), impelido unicamente pelo ideal da causa divina, sem deixar jamais aflorar arroubos de mercenário(a). Para ser meu discípulo(a), tem que pensar unicamente em servir ao SENHOR, meu PAI.”

12 - Você utiliza a internet?

INRI CRISTO: “Embora muitos pensem que a internet seja uma ideia atual, há mais de dois mil anos meu PAI me revelou que quando eu voltasse todo olho me veria (“Eis que ele vem sobre as nuvens e todo olho o verá” - Apocalipse c.1 v.7). E eis que através da internet transmito os ensinamentos do SENHOR, meu PAI, todos os sábados, às 11:00h da manhã, através do site www.inricristo.org.br . Somente através da internet todos podem me ver simultaneamente em qualquer lugar no mundo; se fosse apenas pela TV, isso não ocorreria. Quando me chamava Jesus, igualmente disse que voltaria sobre as nuvens. Naquela época, já me foi dado saber que o SENHOR iria inspirar os cientistas a construir essas máquinas voadoras, possibilitando o cumprimento de minha missão. Assim, quando chegar o dia de glória do SENHOR, visitarei os países vindo sobre as nuvens numa aeronave e todo olho me verá através da televisão e da internet. Antes, todavia, tenho que beber a última porção do cálice amargo da reprovação, previsto em Lucas c.17 v.25 a 35: “Assim como o clarão brilhante de um relâmpago ilumina o céu de uma extremidade à outra, assim será o Filho do Homem no seu dia. Mas primeiro convém que ele sofra muito e seja rejeitado por esta geração. Assim como foi nos tempos de Noé, assim será também quando vier o Filho do Homem. Comiam, bebiam, casavam-se, davam-se em núpcias, até o dia em que Noé entrou na arca e veio o Dilúvio, que exterminou a todos. Assim será o dia em que o Filho do Homem se manifestar”. E tudo que enunciei há dois mil anos está se cumprindo rigorosamente.”

13 - Podemos dizer que o Inri Cristo é “pop”?

INRI CRISTO: “Neste caso, não me concerne responder; o povo é quem pode dizê-lo, pois na minha ótica não sou. Se considerares aquele provérbio segundo o qual “só os medíocres são populares”, então eu não me enquadro. Há quem diga que sou excêntrico, autoritário, por haver chicoteado os vendilhões do templo em Jerusalém (João c.2 v.15 e 16) e, na atual encarnação, por ter praticado o revolucionário Ato Libertário no interior da Catedral de Belém do Pará. Suponho que um indivíduo popular é alguém que agrada a todos. E eu tenho consciência de que não consegui agradar a todos, nem há dois mil anos nem agora, uma vez que contrario interesses.”

14 - Já teve pretensão de ser Papa um dia?

INRI CRISTO: “Quando me chamava Jesus, eu disse: “A ninguém chameis Pai sobre a Terra, porque um só é o vosso PAI, o que está nos céus” (Mateus c.23 v.9). Portanto, este e outros títulos são falsos, fantasiosos – uma vez que “padre”, na tradução do italiano, quer dizer pai, e “papa”, na deformação do grego e latim, outrossim quer dizer pai. Ora, meu filho, em espanhol “papa” quer dizer batata, e eu não almejo ser batata, prefiro ser INRI CRISTO; assim prefiro ser chamado. Há aqueles que me chamam carinhosamente de Rabi, que significa Mestre. Ainda assim, sou Mestre devido aos ensinamentos que ministro da parte de meu PAI, Ele sim é o único SENHOR detentor da sabedoria.”

15 - O senhor lê jornal, a parte policial?

INRI CRISTO: “Eu sou obrigado a saber tudo o que acontece na sociedade, seja através de jornais, revistas, rádios, TV, vídeos, etc. Meu PAI disse que sou obrigado a ter conhecimento dos acontecimentos mundiais, bem como meus discípulos, pois não podemos estar alheios, desprevenidos, alienados, como acontece em algumas seitas, que proíbem até mesmo assistir TV. Obediente a meu PAI, instruo meus discípulos a assistir televisão, principalmente o noticiário, para que estejam sempre antenados. Obviamente, não aprecio ver certas notícias horrorosas de assassinatos, crimes, fomes, pestilências... que são constantemente veiculadas na mídia, a exemplo do caso recente de um homem na China que teve o pênis roubado enquanto dormia. Enfim, é desagradável saber destes acontecimentos terríveis, mas sou obrigado a me manter atualizado.”

16 - O senhor assiste televisão? Quais programas?

INRI CRISTO: “Enquanto ela existe, assisto principalmente aos noticiários. Mas a televisão é uma organização em vias de extinção; em menos de dez anos, se ainda houver duas cadeias televisivas, será muito. A TV será devorada, atropelada pela mídia mundial, que é a internet.”

17 - Com tantas desgraças, violências no mundo o Senhor acredita que o mundo irá acabar?

INRI CRISTO: “Sim, este mundo caótico irá acabar. A situação é tão crítica que as pessoas começam a clamar por isso. Atualmente, a estatística oficial é que existem mais de um bilhão de famintos no mundo, porém, na realidade, existem muito mais pessoas passando fome, bem como já está defasada a estatística de que existem sete bilhões de habitantes na Terra. Certa feita, quando me referia ao que enunciei há mais de dois mil anos sobre o princípio das dores prenunciando o meu retorno (Mateus c.24 v.7 e 8), um intelectualóide me disse que guerras, mortes, enchentes... sempre existiram. E eu lhe respondi, então, que guerras, inundações etc. sempre existiram, mas nunca numa orquestra tão constante como na atualidade, que é o prenúncio do fim deste mundo caótico, sinalizando a minha volta. Enfim, a eclosão nuclear é inevitável. Mas quanto àquele dia e àquela hora, como já disse há dois mil anos, não sei quando será, nem os anjos do céu sabem; somente o PAI sabe (Mateus c.24 v.36).”

18 - E o aborto, qual a sua opinião?

INRI CRISTO: “Primeiro quero salientar que não sou a favor do aborto; sou racionalmente a favor da vida, todavia vida com dignidade. Na atual situação da sociedade, o aborto torna-se uma questão de saúde pública. Já que a fornicação é um hábito instituído e a explosão demográfica salta aos olhos, então é necessário, imperativo que se recorra ao controle da natalidade, primeiramente pelo incentivo de métodos contraceptivos (de preferência os menos agressivos à saúde) e, em última instância, deve-se recorrer ao aborto como paliativo nas situações socialmente extremas, como é o caso do estupro, anormalidade do feto e perigo de vida para a gestante (dentre os males, que prevaleça o menor). Eu vos digo em verdade, da parte de meu PAI, SENHOR e DEUS, que o espírito só é acoplado ao corpo físico quando o nascituro aspira o primeiro hausto de ar vivificante. O feto só adquire o status de criança quando é passível de ser criado independente do corpo da gestante. Antes recorrer ao aborto do que despejar no mundo milhares de crianças que dificilmente se escaparão da miséria, da fome e do descaso, tendo que pedir esmolas nas ruas, isso quando não se tornam menores delinquentes, os futuros “bandidos” discriminados pela sociedade, mas que a própria sociedade hipócrita e falsamente moralista ajudou a formar. Já que todos estão à mercê das tentações, dos pecados da carne, da parte de meu PAI eu vos revelo que o aborto é um pecado menor (que a mulher já purga ao se submeter ao constrangimento, à tortura na ocasião da curetagem efetuada pelo ginecologista) comparado ao gravíssimo pecado de pôr no mundo mais um ser indefeso, impotente, sem as devidas condições de educá-lo e fazê-lo crescer com dignidade. É necessário que a humanidade saiba disso para acabar de vez com essa abominável chantagem, essas ameaças, essa maldição imposta sobre as indefesas mulheres pelos pseudo-religiosos que vilipendiam, desprezam, atropelam por motivos sórdidos o que eu falei há dois mil anos: “Se algum membro de teu corpo for motivo para escândalo, arranca-o fora e atira-o para longe de ti” (Mateus c.5 v.29). Não existe nada mais escandaloso do que uma mulher carregar no ventre o feto produzido pelo estuprador e, depois de colocar mais um ser indesejado no mundo, ter que ficar odiando-o e culpando-o pelo resto da vida. Deixemos a hipocrisia de lado e sejamos realistas. A humanidade tem que se acordar, despertar deste torpor, deste sono letárgico; creiam ou não, eu estou aqui, voltei à Terra com a missão de esclarecer a lei de DEUS para que os meus filhos sejam verdadeiramente livres em suas consciências”.

19 - A Igreja Católica condena o uso da camisinha, o senhor também é contra?

INRI CRISTO: “As igrejas são contra os métodos contraceptivos porque apostam em sobreviver da desgraça alheia. Quanto mais crianças nascerem sem teto, sem lar, mais autoridade terão para coagir a elite a contribuir com a manutenção dos seus escusos interesses. Hoje em dia está cada vez mais difícil sobreviver da chantagem do dízimo; muitos já não querem comprar sacramentos. Logo, para melhorar o orçamento doméstico, as igrejas são obrigadas a apostar nesta sórdida coação. Assim, as igrejas são contra o aborto, o controle da natalidade etc. pois dessa forma é possível extorquir a elite em nome das crianças desamparadas. No meu caso, não pratico sexo desde 1979 posto que meu PAI me deu poder sobre a carne, e assim ensino meus discípulos a viver em pureza. Mas já que a prática do sexo é algo inerente ao ser humano, dos males que prevaleça o menor. Portanto, sou a favor do uso da camisinha, pois além de prevenir contra doenças sexualmente transmissíveis, evita a gravidez indesejável.”

20 - Qual o seu time do coração?

INRI CRISTO: “Meu time do coração é aquele que vive a favor da consolidação do Reino de DEUS sobre a Terra.”

21 - Como o senhor lida com os boatos de que Maria Madalena era amante de Jesus Cristo? Intriga da oposição?

INRI CRISTO: “Sim, ela era minha amante, pois ela me amava, todavia não tínhamos relações carnais; o amor que nos unia era e será sempre espiritual. Ela se ajoelhava para receber a bênção, assim era o nosso contato. Amo todas as mulheres do mundo, são todas minhas filhas e minhas mães, enfim... Na luz de meu PAI, SENHOR e DEUS, que é em mim, amo sem exceção todas as criaturas que se movem sobre a terra, obviamente, coerente com a divina e eterna lei da igualdade, que consiste unicamente em distribuir-se desigualmente a desiguais na medida em que se desigualam.”

22 - E a Sinuca, o senhor joga muito? Me falaram que és muito bem na Bola 7.

INRI CRISTO: “Tenho como principal esporte o jogo de sinuca universal, que requer raciocínio rápido e cálculos precisos de geometria. Na minha ótica, é um dos esportes mais saudáveis que existem, pois estimula a fazer alongamento, além de exercitar a mente. Antigamente jogava muito, mas hoje em dia, por conta das minhas atividades, incluindo as voltadas para a mídia, são mais escassas as vezes que disponho de tempo livre para jogar com os discípulos e amigos.”

Quem divulgar essa entrevista será agraciado com bênçãos do céu.

anuncio inri tv menor

DOAÇÕES À SOUST

Veja como participar da
missão de INRI CRISTO

Newsletter da SOUST

Digite seu e-mail:


RSS Feed Image Inri Cristo via RSS

Depoimentos

As palavras de INRI CRISTO refletem o mais elevado estado de lucidez, coerência, realismo. Que as mensagens de INRI neste site possam tocar os corações e iluminar as consciências. Num mundo conturbado pela violência, incompreensão, preconceitos, antagonismos... é necessário abrir as portas da espiritualidade para desfrutarmos momentos de alegria e paz interior, que nos fortalecem e nos tornam mais humanos.

Adeí Schmidt
Discípula de INRI CRISTO, Brasilia
Sep 16, 2011

Visitantes online

Nós temos 148 visitantes online

Redes sociais:

  • Facebook Page: 139052659514125
  • Flickr: inricristo
  • Twitter: _INRICRISTO
  • Vimeo: 27506247
  • YouTube: INRICRISTOnaWeb

banner app inricristonaweb

SOUST - Uma escola mística e filosófica

A SOUST é uma Escola Mística e Filosófica onde o Mentor Regente INRI CRISTO ensina os seres humanos a viver harmoniosamente em simbiose com DEUS, coerente com o que disse há dois mil anos e suas palavras valem para sempre: "Buscai, pois, o Reino de DEUS e sua justiça, e todas as outras coisas vos serão dadas por acréscimo" (Mateus c.6 v.33).

Leia mais

 

Como participar da missão de INRI CRISTO?