Font Size Larger Font Smaller Font

Veja a publicação no Portal G1 clicando aqui. A seguir, a entrevista NA ÍNTEGRA.

1. Inri afirmou que a Terra vai passar por transformações. Ela já passou por isso antes? Qual foi a maior delas? Dia 21 seria uma destas datas de mudança ou é somente um dia normal?
INRI CRISTO: “A Terra está em permanentes transformações. De tempos em tempos, há um solavanco, uma alteração notória, chocante, impactante, como aconteceu nos tempos de Noé. Haverá agora, por ocasião da eclosão nuclear, uma transformação que chamará muita atenção e será inesquecível (“E então será grande a desolação, como nunca foi desde o princípio do mundo até agora, nem jamais será” – Mateus c.24 v.21). E isso tudo faz parte da reação, do gemido de dor da Mãe Natureza. Os seres humanos procriaram desordenadamente, violaram as eternas leis naturais, culminando com a necessidade de criar essas “engenhocas” letais, conhecidas como bombas atômicas, que inevitavelmente eclodirão. Até hoje há pessoas discutindo se houve ou não o dilúvio nos tempos de Noé, mas houve sim. Só que às vezes demora tanto para aparecer uma transformação impactante, que quando ela volta a acontecer, a amnésia coletiva já anulou, ou colocou dúvidas sobre o acontecimento passado. A maior delas será a próxima, que não será dia 21, e sim, conforme já enunciei há dois mil anos, “quanto àquele dia e àquela hora, nem os anjos do céu sabem, nem o Filho do Homem sabe, mas só o PAI" (Mateus c.24 v.36). E é bom que ninguém saiba, posto que seria o caos antecipado se alguém soubesse, se alguém tivesse certeza”.

2. Quais são de fato os sinais do fim do mundo? É possível evitá-lo?
INRI CRISTO: “Os sinais do fim do mundo estão mais evidentes do que nunca: são as guerras, rumores de guerras, reino contra reino, nação contra nação, tempestades, terremotos, inundações, pestilências, fomes... como nunca houve antes na história da humanidade. O fim deste mundo caótico é inevitável. A única coisa que se pode evitar é estar vulnerável. Deve-se começar pela conscientização de onde vem o poder, de onde vem a dor e o gozo, e depois da conscientização se situar ortodoxamente no contexto cósmico a fim de estar em dia, em harmonia, em simbiose com o ALTÍSSIMO, meu PAI, SENHOR e DEUS”.

3. Por que Deus vai permitir que o mundo acabe? Seria una insatisfação com a forma como os humanos estão lidando com o planeta? Desde a criação do universo, Ele já pretendia dar um fim aos mundos?
INRI CRISTO: “Nada acontece na Terra sem o consentimento de DEUS. Efetivamente Ele permitirá que o mundo passe por essa turbulência. Por quê? Porque os seres humanos extrapolaram, ultrapassaram os limites da sanidade, do equilíbrio, da harmonia, da serenidade e da paz. Então eles plantaram e colherão. A lei eterna divina, sintetizada em duas palavras, é ação e reação, ou causa e efeito. DEUS nunca pretendeu dar fim aos mundos, ou aos seres humanos, ou ao que quer que seja. Ele criou leis perfeitas facultando aos terráqueos decidir, através do bom uso do discernimento, do equilíbrio, do raciocínio coerente, o que queriam para suas vidas. Só que os terráqueos ignoram que depois terão de voltar aqui. Daí eles semeiam ventos agora e colhem tempestades a posteriori. Os terráqueos é que desafiaram as leis naturais, e não DEUS, porque DEUS é indesafiável, DEUS é eterno e tão perfeito que não precisa castigar ninguém... Ele criou leis tão perfeitas que, mediante a violação delas, vem o castigo. O ser humano é que constrói o seu próprio látego e ele mesmo se açoita”.

4. Essa eclosão nuclear que dará fim ao planeta vai acontecer de uma vez? Os seres vivos sentirão? Haverá catástrofes?
INRI CRISTO: “As catástrofes já estão acontecendo e se intensificarão cada vez mais. A eclosão nuclear não dará fim ao mundo de uma vez, até porque serão várias bombas atômicas espalhadas pelo planeta Terra. Como eu já disse há dois mil anos, “se não se abreviassem aqueles dias, não se salvaria pessoa alguma; porém, serão abreviados aqueles dias em atenção aos escolhidos” (Mateusc.24 v.22). Não vai ser o fim de tudo, e sim uma depuração na qual sobreviverão os chamados eleitos. Os seres vivos sentirão sim, verão sim, se horrorizarão sim. Menos de um milhão de pessoas restarão vivas na Terra, e a maioria será constituída de mutilados que suplicarão a morte, e esta em princípio não lhes ouvirá”.

5. Se o universo foi criado em sete dias, também o mundo levará este tempo para acabar? Por que os outros seres viventes, como plantas e animais, serão penalizados?
INRI CRISTO: “Primeiro que é um equívoco, um ledo engano, dizer, crer, pensar que o mundo foi criado em seis dias conforme o relato do Gênesis (e não sete). Isso é uma metáfora, um simbolismo. O mundo pode ter sido criado em sete trilhões de anos, porque na eternidade, onde meu PAI e eu somos uma só coisa, o tempo não conta. Na eternidade faz menos de um segundo que fui crucificado. Meu PAI, SENHOR e DEUS não é escravo de calendário. O tempo conta aqui na Terra. Aqui é mister que o tempo seja calculado até para se cumprir a justiça divina. E não vai levar sete dias, sete anos, sete milhões de anos para o mundo se acabar... O mundo está sempre em transformação, está em permanente transmutação. Por causa de uma catástrofe, de um terremoto impactante que dizima milhares de pessoas aqui na Terra, existem choradeiras, murmúrios, dores... mas aos olhos da natureza, qual é a diferença entre tu morreres num terremoto, numa bala perdida, ou dormindo na cama? A morte não existe. Tu apenas desencarnas e depois reencarnas. A diferença única é que, quando tu morres na tua cama, no leito de morte, em geral tens ocasião de te despedir dos teus parentes, dos teus amigos... Apenas isso, e tão somente isso. E daí? Qual é a relevância que isso tem para o Cosmos, para o Todo? Esses parentes com quem te relacionas agora, talvez na próxima vez que voltares aqui nem te reconhecerão, nem estarão no teu campo de visão. Diante de tudo isso, o que realmente importa é estar sempre em sintonia, em simbiose com o ALTÍSSIMO. Com Ele é que sempre voltaremos a conviver porque Ele é onipresente, onisciente, onipotente. Como Ele vivifica cada célula do nosso corpo e cada partícula do nosso sangue, sempre é Ele que nos anima e nos animará e é Ele que nos dá e aparentemente nos tira a vida. Mas Ele aparentemente nos tira a vida para depois nos dar uma vida melhor. No caso dos animais, nenhum deles será penalizado porque eles não tem carma. Eles apenas serão autorizados a retornar ao convívio íntimo do ALTÍSSIMO, ao gozo do paraíso. Quanto às plantas, não serão penalizadas porque elas não têm alma. Elas apenas sofrerão uma transmutação, uma alteração biofísica e continuarão existindo em outra forma. É a matéria se renovando”.

6. Após o fim do mundo, haverá reencarnação em outro planeta? Deus fará uma nova "Terra"?
INRI CRISTO: “Não. O planeta Terra sempre será o planeta Terra. Terráqueos só reencarnam no planeta Terra, ao contrário não seriam terráqueos. E no plano divino, a vida dessa forma que existe aqui na Terra será sempre no planeta Terra. Nos outros planetas existe vida sim, porque meu PAI é onipresente, Ele dá vida a todos os planetas. Sem a vida que DEUS dá a todos os planetas, eles se desintegrariam. Assim como a pedra tem vida; se ela não tiver vida, ela se desintegra, vira pó. Então a vida há em todo o Universo, porque DEUS é onipresente, onisciente, onipotente. Ele vivifica tudo que nossos olhos podem ver e até o que não podemos ver”.

7. Como Inri e Deus vêem o desespero das pessoas diante da possibilidade de o dia 21 ser o fim da vida? Como interpretam esses suicídios coletivos, estocagem de alimentos etc?
INRI CRISTO: “Eu vejo o desespero, e obviamente meu PAI também, como fruto da ignorância. São pessoas que pensaram conseguir separar-se dEle, ignorando que Ele é onipresente, e por isso ficam com medo. Não compreendem que, mesmo quando ocorrer a hecatombe nuclear, Ele sempre estará amparando a todos. Aqueles que desencarnarem, bem-aventurados serão se conseguirem subir para o íntimo, para o aconchego dEle. E os que ficarem na Terra, bem-aventurados serão porque herdarão a Terra inspirados, instruídos, protegidos, iluminados por Ele. Eu vejo esse desespero, essa preocupação das pessoas em querer guardar comida, etc. uma falta de confiança nEle, uma desinformação, uma estupidez. São aqueles que vão pela onda. Infelizmente, existem pessoas que, se ouvirem dizer que cocô de cachorro é vacina para AIDS, sairão com um pratinho atrás de um quadrúpede canino para coletar excremento... Há pessoas que correm atrás de qualquer coisa que lhes é apresentada como solução e eles acreditam naquilo, ignorando que a solução está dentro deles mesmos, pois é só na intimidade, na simbiose com o ALTÍSSIMO, o Supremo CRIADOR, que eles encontrariam a paz, a serenidade, a segurança, enfim, a alegria de viver. Suicídios coletivos acontecem quando as pessoas ignoram que, ao suicidar-se, estão retardando o suplício que lhes espera, e na próxima reencarnação terão que começar tudo de novo, sofrer tudo de novo. O suicídio é um gesto impensado, delirante, que vai contra a lei divina. Quanto à estocagem de alimentos, eu já disse sobre isso há dois mil anos. Parece metafórico, simbólico, mas é verdade: “Não vos preocupeis, nem com a vossa vida, acerca do que haveis de comer, nem com o vosso corpo, acerca do que haveis de vestir. Porventura não vale mais a vida que o alimento, e o corpo mais que o vestido? Olhai para as aves do céu, que não semeiam, nem ceifam, nem fazem provisões nos celeiros, e contudo vosso PAI Celeste as sustenta... Vede como crescem os lírios do campo: não trabalham nem fiam. Todavia nem Salomão, em toda sua glória, se vestiu como um deles...” (Mateus c.6 v.25 a 34). Isso não quer dizer que tendes que ficar de braços cruzados. Eu quis dizer há dois mil anos que deveis confiar no ALTÍSSIMO, no CRIADOR Supremo, Aquele que criou todas as coisas, que fez a beleza do lírio e providenciou o crescimento dos vegetais que nutrem o vosso corpo. Todos aqueles que estão passando fome, de alguma forma, por algum momento, não confiaram nEle e ficaram com medo de passar fome. E aí ficam com fome. Eu sei o que é isto porque vivi todas as experiências sociais possíveis aqui na dimensão terrestre”.

8. Como Inri planeja passar o dia 21?
INRI CRISTO: “Dia 21 eu não planejo passar, eu planejo ficar aqui no Reino de DEUS cumprindo minha missão, orientando os que me procuram. Se alguém me pedir entrevista e eu puder adaptar ao meu regime de audiências, não farei nada mais que isso. Dia 21, para mim, é um dia menor que o 22 e maior que o 20. Dia 21 é isso para mim, para o Reino de DEUS, oficializado pela SOUST”.

9. Inri disse que é importante acompanhar os noticiários para perceber os sinais de Deus em relação ao universo. Como ele enxerga esse aparente aumento nos crimes, corrupção e catástrofes naturais? Seriam reflexo da maior tecnologia, que nos permite saber mais, ou um prenúncio do fim dos tempos?
INRI CRISTO: “Não é aparente, e sim um real aumento nos crimes, porque os valores estão invertidos. E quando os valores sociais são invertidos, aí tudo muda. Lembro-me de um filósofo brasileiro, jurisconsulto, Rui Barbosa, que, já naqueles tempos, disse: “De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto”. Ele foi um visionário, inspirado pelo meu PAI. Estamos num tempo em que corrupção, crimes – e isso ele percebera já naquela época – têm a ver com a inversão dos valores. Muitos jovens de hoje pensam assim: “Bom, posso morrer a qualquer momento mesmo, então não terei tempo de fazer tudo aquilo que meu pai, meu avô fez... vou fazer logo agora...” E ao invés de esperar noivar, casar... ele logo vai estuprar a garotinha de 12, 15, 16 anos porque não vai esperar todo o ritual de noivado e casamento. O maligno inspira e dá ocupação às mãos ociosas e aos corpos ociosos. Eis por que o caos está estabelecido. Os pseudo-religiosos são os culpados-mor de todo esse caos social porque, coagindo os governantes e legisladores, impediram o controle da natalidade enquanto ainda estava em tempo, e agora se deleitam em ver que podem, em nome dos miseráveis, dos desamparados, das crianças sem berço, pedir esmola às elites. Mas muito em breve perceberão que o tiro saiu pela culatra. Não demorará muito e eles ficarão sem clientes, porque os seres humanos já não vão mais crer nas verborreias, nas mentiras, nas inverdades que eles apregoam. E de repente descobrirão que foram desinteligentes ao cuspir pra cima, pois terão que receber de volta o conteúdo emitido por suas bocas”.

10. Se os humanos quisessem convencer Deus para não acabar com o planeta, como deveriam fazê-lo? Uma mudança na postura ajudaria ou o fim dos tempos é inevitável? É mesmo necessário acabar com a vida na Terra?
INRI CRISTO: “É tarde demais para uma mudança de postura. Tudo que está acontecendo agora já está previsto desde tempos imemoriáveis (“A terra ficou infeccionada pelos seus habitantes, porque transgrediram as leis, mudaram o direito, romperam a aliança eterna. Por esta causa a maldição devorará a terra, pecarão os seus habitantes; por isso serão insensatos os que a cultivam e deixados poucos homens... Estas coisas verificar-se-ão no meio da terra, no meio dos povos, como quando, varejada a oliveira, ficam umas poucas de azeitonas na árvore e alguns rabiscos, depois de acabada a vindima” – Isaías c.24 v.5, 6 e 13). Se os seres humanos conseguissem perceber – mas eu sei que é impossível agora – que Jesus é um nome obsoleto, é nome de bandido, de ladrão, de cafajeste, de gigolô, etc... se parassem de invocar um nome obsoleto e descobrissem que voltei com um novo nome, INRI, conforme previsto em Apocalipse c.3 v.12, então poderiam vir a mim e eu pediria ao meu PAI, com todos unidos a mim, não para evitar, mas para amainar o que está por vir, que é inevitável. E o SENHOR, a quem tudo é possível, poderia amainar. Mas como eu sei de antemão que isso não vai acontecer porque estão todos fanatizados, obcecados, escravizados gritando: “Jesus, Jesus, sangue de Jesus tem poder!”, então as preces que levo ao ALTÍSSIMO só são atendidas para aqueles que me ouvem, compreendem e assimilam que voltei com um novo nome e em nome de meu PAI. Aqueles que rezam, pedem ao PAI em nome de Jesus, não podem ser ouvidos. A vida nunca acaba porque DEUS é a vida e a vida sempre se renova. Eu já disse há dois mil anos, “aquele que crê em mim não morrerá jamais” (João c.8 v.51). Haverá, isto sim, uma limpeza necessária no planeta Terra para restabelecer o equilíbrio, a harmonia, a paz”.

Quem divulgar esta entrevista será agraciado com bênçãos do céu.

anuncio inri tv menor

DOAÇÕES À SOUST

Veja como participar da
missão de INRI CRISTO

Newsletter da SOUST

Digite seu e-mail:


RSS Feed Image Inri Cristo via RSS

Depoimentos

As palavras de INRI CRISTO refletem o mais elevado estado de lucidez, coerência, realismo. Que as mensagens de INRI neste site possam tocar os corações e iluminar as consciências. Num mundo conturbado pela violência, incompreensão, preconceitos, antagonismos... é necessário abrir as portas da espiritualidade para desfrutarmos momentos de alegria e paz interior, que nos fortalecem e nos tornam mais humanos.

Adeí Schmidt
Discípula de INRI CRISTO, Brasilia
Sep 16, 2011

Visitantes online

Nós temos 159 visitantes online

Redes sociais:

  • Facebook Page: 139052659514125
  • Flickr: inricristo
  • Twitter: _INRICRISTO
  • Vimeo: 27506247
  • YouTube: INRICRISTOnaWeb

banner app inricristonaweb

SOUST - Uma escola mística e filosófica

A SOUST é uma Escola Mística e Filosófica onde o Mentor Regente INRI CRISTO ensina os seres humanos a viver harmoniosamente em simbiose com DEUS, coerente com o que disse há dois mil anos e suas palavras valem para sempre: "Buscai, pois, o Reino de DEUS e sua justiça, e todas as outras coisas vos serão dadas por acréscimo" (Mateus c.6 v.33).

Leia mais

 

Como participar da missão de INRI CRISTO?